Maggots Motherfuckers ↓

Translate/Tradutor

Visualizações do blog:

28 de dez de 2010

Dead Memories - Remake

Estava eu no dia 28 de Dezembro fazendo a divulgação do meu blog nas várias comunidades existentes do Slipknot no Orkut, até que em uma delas eu encontrei um tópico criado um por um sujeito chamado Marcelo que havia postado um link, que segundo ele era um vídeo feito por ele do remake, ou seja, uma refilmagem do clipe "Dead Memories" então, mais uma vez motivado pela curiosidade cliquei nesse tal link, até que começou e para a minha surpresa era mesmo um remake. Logo de cara, aparecia esse tal Marcelo carregando uma enxada no ombro, igual à Corey Taylor no começo de "Dead Memories" então continuei assistindo ao vídeo, e fui me dando conta de que o que eu estava vendo nessa refilmegem, era exatamente igual ao clipe oficial do Slipknot, porém em uma versão muito mais humilde e 'pobre', mas mesmo assim, achei o remake muito bom.

Agora que você, caro leitor já leu toda essa postagem, aposto que ficou bem curioso pra ver o tal vídeo, então já que hoje eu estou de bom humor, vou postar o remake para matar a sua curiosidade, então curte aí:

25 de dez de 2010

Slipknot confirmado no Rock In Rio 2011!


O nosso eterno Slipknot finalmente está confirmado para o Rock In Rio 2011 e vai tocar na noite do Metallica. Já haviam surgido boatos de que o Slipknot seria presença confirmada no Rock In Rio, porém eram só boatos até que na semana passada a assessoria da banda finalmente confirmou que o Slipknot se apresentaria no RIR 2011 o que levou os fãs Maggots a loucura no mundo todo. Twitter, Orkut, Facebook e outras redes de relacionamento foram tomadas por tal noticia, o que até acabou congestionando o site do Rock In Rio. A página ficou sobrecarregada e até foram necessárias manutenções no sistema do site, causada por tamanha euforia dos fãs.

Além de ser presença confirmada no Rock In Rio 2011, o Slipknot vai tocar na 3ª noite, ao lado da banda Metallica o que reforçou ainda mais a histeria dos fãs de ambas as bandas, então o que eu posso afirmar com certeza é que o RIR 2011 promete! Corey Taylor ainda deu a seguinte declaração no seu Twitter: "Estamos anciosos para tocar no Brasil. A galera é muito positiva e energética! Adoramos o Brasil!".

Agora o jeito é esperar o dia 25.09.11, dia da apresentação do Slipknot. Por enquanto não se sabe se o show terá transmissão ao vivo, porém para quem estiver lá, será inesquecível!

  

24 de dez de 2010

Baterista muito loko! O.O

Putz, navegando na Internet já vi muita coisa impressionante, bizarra, curiosa, muita coisa louca. Costumo ver no Youtube vídeos de bateristas praticando a sua arte, mas nesse caso estava eu no blog do Harry Porco, até que achei um vídeo no qual apareçe um guitarrista e um batera de alguma banda não especificada no blog nem no vídeo, mas até aí seria um vídeo bastante comum, o que não se era de esperar era que o baterista praticamente 'baixasse o santo' no meio do show, porque do nada o cara fico muito loko, toco bateria de um jeito que eu nunca tinha visto antes. Bom, nem consigo explicar de tão estranho que é, então o jeito, é mais uma vez você dar uma olhada no vídeo:

23 de dez de 2010

Corey Taylor fazendo o seu pedido ao Papai Noel

Puta que pariu, essa eu tive que rir! Estava eu exatamente a 1:13 da madrugada no Orkut na comunidade 'Slipknot Brasil' e me deparei com um tópico dizendo que o Corey taylor havia feito um pedido ao Papai Noel, então na mesma hora, por pura curiosidade cliquei para ver o que era, e então abriu uma imagem do Corey postando em seu twitter a seguinte mensagem: "Dear Santa: Since this in the season for giving, please give Kate Perry gingivitis. Love and Bullets, Corey. Ps: I want a pony." Traduzindo a declaração dele ficaria: "Querido Papai Noel: uma vez que esta é a estação para dar, dê a Katy Perry gengivite. Amor e Balas, Corey. Ps: Eu quero um pônei."
Porra, essa daí foi foda. O nosso grande e inigualável Corey Taylor, o mestre do gutural do demônio fazendo pedido pro Papai Noel? Essa fez os butiá cair do bolso, mas tudo bem... cada um cada um. Só Corey, nós te pedimos encaricidamente: não nos decepcione novamente!

13 de dez de 2010

Falso boato sobre o Clown

Tá rolando faz tempo na internet um vídeo em que o Clown supostamente apareçe dando um "tiro" de calibre 12 em um fã num show, provocando a sua morte, mas isso na verdade é tudo mentira. Shawn Clown realmente apareçe no tal vídeo portando um objeto estranho nas mãos, o que dizem por aí que seria a tal 'arma', mas na verdade o objeto não passa do taco de beisebol que Clown geralmente leva aos shows nas apresentações, o que a mídia maldosa considerou como uma 'arma' e que ainda teria matado um fã. Pqp, que vontade de matar o puto que inventou isso, e para provar a minha versão, confira abaixo o tal vídeo e veja com seus próprios olhos que é um taco de beisebol, e não uma arma, como alguns supõem:

 

Significado do nome "Slipknot"

No lugar onde surgiu o Slipknot, chamado "Iowa", uma cidade de um estado americano, onde naquela época de 1995, haviam muitos matadouros de porcos e outros animais. Para matar esse animais os abatedores usavam um tipo de nó com o nome de "Slipknot" em que prendiam as pernas do animal de forma que ele ficasse de cabeça para baixo, então na formação da banda, o antigo vocalista Anders, sugeriu o nome de "Slipknot", pois era uma coisa bem semelhante ao sentimento que a banda procurava naquela época, e daí então surgiu o nome "Slipknot".

"Slipknot = Nó usado para abater animais".

12 de dez de 2010

Significados das músicas do Slipknot

742617000027
Esta música abre o "Slipknot", não podia ter um início melhor, "the whole thing i think is sic", é a única letra e servia para descrever todo o albúm, completamente Sic. Embora haja quem pense que a voz é do Corey a voz foi tirada de um documentário sobre Charles Manson.

Eyeless
Quando o Slipknot foi a Nova York encontrou um mendigo que andava de um lado para o outro a gritar "You can't see California without Marlon Brando's eyes!", essa foi a inspiração para a letra. Fala também do pai do Corey na frase "I am father's son, cause he's a phantom, a mystery, and that leaves me nothing!", o pai do Corey desapareceu antes de ele nascer, nunca o conheceu. Já agora como curiosidade o Corey quando era puto viveu em quase 25 estados diferentes antes de fazer 11 anos, por causa disso e pela falta de confiança que ele tinha criou alguns distúrbios mentais, um deles era andar pela rua a cruzar os pés fazendo oitos, e se ele se enganasse voltava para trás e fazia tudo de novo! Outra curiosidade, a "That's all in your head" até onde eu sei é sobre o Corey ter feito um programa de desintoxicação por drogas e lhe repetirem esta frase constantemente, ele achava porque não era aquilo que ele precisava para conseguir se livrar das drogas. Acho que a música é sobre as inseguranças dele.

(sic)
O termo (sic) usado na música é algo que os escritores e compositores usam quando escrevem algo que sabem que está errado mas eles vão escreve-lo de qualquer forma. Acho que a letra fala por si.

Spit It Out
A história desta música é sobre um estação de rádio em Des Moines que enquanto a banda não tinha popularidade recusava-se a passar as músicas deles, anos depois o Slipknot fazia parte das bandas regularmente tocadas nessa mesma rádio.

Wait And Bleed
É sobre um cara que tem repetitivos pesadelos dele mesmo deitado numa banheira cheia de sangue com seus pulsos cortados... e um dia ele acorda e vê que não era um sonho e sim a realidade, mas ele não quer acreditar, então ele tenta dormir de novo e acordar normalmente, mas basicamente, ele "espera e sangra".

Surfacing
Essa música tem um significado muito evidente: não se foda com nada, nem se deixem julgar por ninguém, já que tem esse direito, não temos de provar nada a ninguém, nem justificar aquilo que somos. Sigam a nossa vontade, façam o que nos passa pela cabeça sem terem receio porque isso é que vale alguma coisa, a vida é demasiadamente curta e medrosa para vocês perderem tempo com os outros e com o que eles acreditam, dizem de vocês, fodam-se eles todos! Como o Corey costuma dizer este é o nosso "new national anthem." (novo hino nacional). "Fuck it all, fuck this world, fuck everything that you stand for, don't belong, don't exist, don't give a shit, don't ever judge me!", acho que reflete muito bem o que todos sentimos e o que eles nos querem dizer.

Purity
A letra foi escrita quando Corey viu em um site, uma garota com 20 anos de nome Adrianne Purity Knight, que foi supostamente raptada pelo ex-namorado ou por algum homem que criou uma obesessão por ela. Ela foi enterrada viva e acabou por morrer. Apesar desta ser a inspiração da letra cada um pode entende-la à sua forma e não a relacionar com o homicídio, porque na realidade e de uma estranha forma também somos enterrados, presos "i can't get out", todos os dias na nossa realidade. Por mais que olhem nunca irão conseguir ver ou entender o que temos dentro.

Tattered And Torn
Esta é uma das músicas mais angustiantes de toda a carreira do Slip, e fala sobre alguém que se magoa a si próprio, que está muito perto do desespero e que se esconde das coisas ruins.


Liberate
A música representa o Corey em um estado imenso de fúria, como se ele estivesse a tentar proteger e sobreviver. Ele está muito furioso com o que se passa na vida dele, é ele a dizer que se recusa a fazer parte da mentira, da hipocrisia que o circunda, e Corey não precisa de tudo aquilo, que não quer a vida e o medo das pessoas, que se recusa a ser o que seria suposto ele ser, que não está nem aí para o que as pessoas são porque ele nunca será o que elas querem que ele seja.

Prosthetics
Esta música é baseada num filme dos anos 60 chamado 'The Collector', e é sobre um homem que rapta uma garota e "junta-lhe" à sua coleção como se fosse um objeto. Prostethics leva isto mais longe e descreve o que vai na cabeça dele, a vontade de a ter só para ele custe o que custar, fala sobre o medo dele e a confusão, porque ele no fundo sabe que o que está a fazer não é certo. No fim ele acaba por matá-la e transando com o cadáver.

Diluted
No meu ponto de vista, essa música é sobre alguém que é magoada e traída por outros sem parar e não consegue entender porque isso acontece, é como se estivesse num caminho em que só existe dor e por mais que tente não há saída, a pessoa sente-se condenada à tudo à sua volta. Para mim também fala em decepção e sobre nós esperarmos que a pessoa "certa" apareça e isso nunca acontece, todos acabam sempre por decepcioná-la de qualquer forma. Fala em não ter mais esperança, em estar completamente na merda, mas continuar a sonhar com coisas melhores, a continuar a preservar uma certa inocência, estar completamente farta de tudo e de todos sem nunca entender, estar exausta de ver a mesma coisa se repetir infinitamente.


No Life
Esta música, na minha opinião é sobre o que o Corey pensa de si próprio e as dúvidas que ele tem sobre sobre o que ele é, quando ele diz "This is no Kind of life" talvez seja o desejo dele de mudar o que ele é ou o que a vida dele é. Também fala sobre nós só termos nós próprios, devemos lutar por aquilo que queremos e não ficar à espera que ninguém faça as coisas por nós, que temos que deixar o medo para trás e sermos aquilo que somos.

Only One
Esta música era "Mate.Feed.Kill.Repeat" e foi refeita para este álbum, é basicamente uma música sobre brigas, onde a idéia central é a de que somente um sairá vivo.

Scissors
O Joey escreveu a letra, é uma das músicas e letras mais cheias de sentimento de todo o albúm, especialmente no final da música quando o Corey se deixa levar por uma insanidade total que não deixa ninguém indiferente, as letras extras nem o Corey sabe bem quais são. Acho que é uma das letras mais difíceis de explicar porque é muito pessoal e é toda dita com meias palavras. Penso que a 'Scissors' fala de alguém que se auto-mutilava e consome drogas, que está muito perto do suícidio. Descreve o estado dessa pessoa, acho que fala do fascínio que ele tem sobre isso, mas a recusa ao mesmo tempo porque tudo aquilo não lhe está a levar a lugar nenhum e é como se ele também estivesse à espera que algo acontecesse. Talvez ele estivesse à espera da morte ou de ter coragem para se matar. Fala da dependência do Joey por alguma coisa, algo que ele odeia e ama ao mesmo tempo. Por ser muito pessoal penso que ele quando a escreveu, escreveu-a a pensar em alguém porque parece que a letra é dedicada a alguém, talvez alguém que o queria salvar do estado em que ele está.

Get This
É uma música que lembra a banda que o Slipknot é e de onde eles vieram. É uma canção que mostra que eles sempre tocarão o tipo de música que eles gostam, e nunca irão sacrificá-la por nada. É um tapa na cara para todas as outras bandas do mundo, dizendo "Nós somos o Slipknot, nós não ligamos pra ninguém. Isto é o que somos e isto é o que nós fazemos!".

Me Inside
Acho que esta deve ser uma das letras que mais caracterizam o Corey, fala nos problemas mentais que ele tinha quando era criança, em como a vida é difícil, como a vida na verdade é uma morte vivida, fala em como tudo que está à sua volta lhe deixa maluco, como tudo lhe mete um grande nojo.

Eeyore
Para caracterizar essa música, nada melhor do que a própria definiçaõ do Corey: "Eeyore é apenas sobre um cara filho-da-puta de Des Moines, Iowa. Ele tem um longo cabelo loiro e é um filho-da-puta com todos nos shows. Ele ama a nossa banda mas fode com todos nos shows. A música é sobre eu perdendo a cabeça e acertando as contas com ele".

Espero que tenham curtido os significados dessas músicas Maggots, e em breve mais coisas por aqui, então fiquem ligados. STAY (SIC!)

5 de dez de 2010

Shawn "Clown" Crahan quebrando a parede com a cabeça

A qualidade do vídeo é péssima, pareçe ter sido feito com um celular ou algo do tipo, mas pelo pouco que pode-se perceber, no vídeo Shawn Crahan, o conhecido "Clown" pareçe estar quebrando a parede com a cabeça, literalmente... isso é lógico, porém há um 'x' na questão: Clown estaria usando uma proteção na cabeça por baixo da máscara?
Essa é uma pergunta que não podemos desconsiderar, pois ninguém pode garantir que ele estava só de máscara no momento em que quebrou a cabeça na parede ou vice-versa.

Confira abaixo o vídeo dessa loucura:

28 de nov de 2010

Mate.Feed.Kill.Repeat é muito ruim!

Curto muito Slipknot, mas quanto ao álbum "Mate.Feed.Kill.Repeat" tenho muito mais a criticar e reclamar do elogiar. Por curiosidade, resolvi baixar todos os álbuns do Slip pra ver se faltava alguma música deles no pc, e pra isso, usei os links que eu mesmo postei no meu próprio blog. Beleza, baixei os álbuns e fui ouvir o MFKR (Mate.Feed.Kill.Repeat). Eu já sabia que esse álbum era bem antigo, um dos primeiros do Slip, mas quando ouvi fiquei puto da vida. Putz, o álbum é ruim pra caraio, as músicas estavam um lixo, tipo não tinham conteúdo nenhum, isso sem falar que os caras da banda pareciam estar num ensaio em uma garagem bem fedida e nojenta. Na minha opinião, o "Mate.Feed.Kill.Repeat" foi um álbum totalmente prematuro e sem objetivo nenhum, já que a qualidade e o nível das músicas era baixissímo.

Porém, nesse álbum o Craig e o Paul tiveram participações muito maiores do que eles têm hoje, e em relação a isso, achei bem positivo, mas ainda sim o álbum é muito ruim.
Quando ouvi o MFKR parei e pensei: "Esse não é o Slipknot que eu conheço!", e admito que esse álbum me deixou bastante decepcionado e frustrado, pois eu pensava que o Slip era espetacular desde o começo, mas já vi que não é assim.
Com certeza o pior álbum, e pra mim o mais desagradável.

23 de nov de 2010

Curiosidades sobre o Slipknot

Uma banda tão fantástica como o Slipknot tem uma longa história em seus quase 15 anos de carreira. Desde 1995, a banda já fez muita coisa: musicas, videoclipes, depoimentos, entrevistas, comentários, etc e isso acaba gerando uma porção de curiosidades e por isso, hoje, caros leitores resolvi postar aqui algumas curiosidades que achei na internet. Eis elas:

Joey Jordison já fez sexo com sua ex-noiva usando máscara, o vídeo “Duality” custou cerca de meio milhão de dólares, o produtor Sean McMahon foi a um ensaio do grupo antes de lançarem seu primeiro disco, e ele achou parecido com Sepultura, durante a gravação do primeiro disco, Joey gravou uma música totalmente nu, durante a gravação do “Mate.Feed.Kill.Repeat” a banda usava um vídeo de pornografia como inspiração, quando ensaiavam na casa de Anders, não havia lugar para Craig entrar na sala, então ele tocava na lavanderia, nos primeiros shows, apenas Shawn e Anders usavam máscaras, o Slipknot tocou uma vez com o nome “Meld” antes de mudá-lo, antes de entrar nos shows, Shawn vomitava com Joey, o Slipknot dedicou um álbum a um amigo de Paul e Corey, que tinha morrido no mesmo ano do lançamento do disco,o primeiro álbum oficial do Slipknot vendeu cerca de 40.000 cópias logo em sua primeira semana de lançamento, a banda fez seus primeiros shows no “Safári Club” ao lado de uma igreja chamada “Mundo de Cristo”, a foto da frente do álbum "Self Title" foi tirada na garagem dos pais de Shawn, Joey quebrou 13 pares de baquetas durante a gravação de "People=Shit", quando o cd "Iowa" foi lançado, Corey foi até uma loja para comprar, o sampler que Craig utilizou para a intro do álbum “Self Title” (742671000027), foi tirado de um documentário sobre Charles Manson, “Carve” era uma música do Slipknot que foi alnçada entre 1999 e o começo de 2000. “Carve” é um dos demos que o Slipknot nunca lançou. No vocal estavam Corey e Anders, Craig no sintetizador, Josh na guitarra, Joey na bateria, Paul no baixo e Shawn na percussão. “Snap” é uma música rara do Slipknot e foi gravada em uma fita cassete. Era uma gravação demo, para mandar para as gravadoras. Ela foi gravada em 1996. Os antigos dreads da máscara de Corey era do seu próprio cabelo, porém, ele decidiu substituir por cordas. Os antigos dreads da máscara de Corey era do seu próprio cabelo, porém, ele decidiu substituir por cordas e Mick quebrou sua guitarra durante a gravação de "Iowa".
                                                           
E ai, curtiram saber o que pouca gente sabe?

20 de nov de 2010

Biografando: Led Zeppelin

Sou maggot, tá legal? Maggots tambem curtem outras bandas, não só Slipknot, e eu sigo o padrão.

Pessoalmente acho essa banda um clássico, tipo nasceu em 1968, maior tempão atrás e fez história até 1980 com a morte do baixista Jonh Paul Jones. Depois disso a banda se desfez e desde então não gravaram mais música, apenas versões demos que até aquela época não haviam sido publicadas. Jonh Jones morreu em 25 de Setembro de 1980, asfixiado com o próprio vômito em um quarto de hotel.

Particularmente, acho que a banda fez história com sua música tranqüila e cativante. A banda era conhecida por ser muito carismática em relação aos fás, o que lógicamente ajudou no sucesso do Led Zeppelin.
Algumas das maiores canções da banda foram "Stairway To Heaven" e "Since I've Been Loving You". Nas décadas 60, 70 e 80 Led Zeppelin ganhou muita fama e reconhecimento no mundo todo, tornando-se um ícone mundial de heavy metal, trash metal e metal alternativo.
A antiga formação da banda era:

Robert Plant - Vocalista e gaitista
Jimmiy Page - Guitarrista
Jonh Bonham - Baterista e percussionista
Jonh Paul Jones - Baixista e tecladista

Acho que a mistura de talento, carisma, simpatia e elegância dos integrantes da banda fez com que o Led Zeppelin se tornasse uma das bandas mais populares mundialmente ná década de 70. Os shows da banda eram envolventes e tinham muita interação com o público, o que motivava muitos fãs a compareçerem a apresentações do grupo.

Na minha opinião a banda era muito elegante tanto sonoramente quanto visualmente, conforme a foto dos caras do Led você verá que eles tinham um visual que 'chamava a atenção'. Não sei se naquela época, esse tipo de visual era moda ou se foi uma preferência da banda, mas eu até que curto o estilo dos caras. Se eu fosse definir a banda em uma palavra, essa palavra seria 'elegância', pois acho a banda extremamente elegante. O modo como Jimmy Page solava a guitarra nos shows, era único pois ele tinha um jeito todo especial, enfim... não sei explicar ao certo com que olhos vejo a banda, porém quanto ao baterista Jonh Bonham, acho que ele foi um dos bateristas mais clássicos da história. Ele simplesmente não pegava as baquetas e ficava tocando bateria, ele tocava com a alma, de coração, essa é a minha opinião.

Led Zeppelin - Elegância, charme, talento e carisma. Esse deveria ser o lema da banda.

18 de nov de 2010

Sid Wilson - O corvo no jarro

Sid Wilson, dj do Slipknot começa o depoimento dizendo que já viu muitas tatuagens loucas nos corpos dos fãs, e logo depois explica que em um certo show do Slip havia um animal preto, talvez um corvo dentro de um jarro e que um tempo depois esse pássaro começou a se decompor fazendo com que restasse um liquido gelatinoso e que Clown e ele ficavam cheirando o pássaro durante os shows, até que os fãs começaram a pedir para ver o que tinha dentro do jarro, e então Sid mostrou... e a partir daí, os maggots colocaram as mãos dentro do jarro e começaram a comer o liquido gelatinoso que havia lá dentro. Sid achou isso muito louco e repulsivo.

Abaixo, dê uma conferida no vídeo em Sid relata a experiência:

                           

Qualidade do som do Slip

Em 1º lugar, acho que a qualidade do som do Slipknot é muito boa, até porque os caras da banda são os melhores no que fazem. O equipamento da banda é de 1ª linha, e isso junto com a técnica e a habilidade dos integrantes resulta em um som foda pra caraio que enlouqueçe os fãs em qualquer show que eles façam em qualquer parte do mundo. Bom, o Mick e o Jim arregaçam na guitarra e um exemplo disso são os solos que eles fazem em músicas como "Psychosocial", "Dead Memories", "Gematria" e "Welcome". Solos que por sinal mostram todo o conteúdo e habilidade do Slipknot, que lógicamente transborda, isso sem falar nas distorções que esses malucos fazem, porque tem umas (distorções) em que eu fico imaginando como eles fazem aquilo, não entendo como conseguem, mas conseguem e isso o que importa.

Outro aspecto muito importante da banda é o baterista que esbanja talento, velocidade e técnica. Joey acompanha muito bem o ritmo da banda... pois cá entre nós, tocar bateria numa banda categórica e exigente como o Slipknot não deve ser nada fácil, isso além da pressão envolvida sobre o baterista, já que ele é um dos principais instrumentistas, e se ele erra, o resto segue o erro, mas como eu já disse, Joey consegue lidar muito bem com isso.

Corey Taylor, esse cara é que mostra toda a agressivade da banda, porque com aquele gutural do capeta não tem como não ver a banda como uma banda 'de peso' em termos musicais. Até hoje, não entendo e não consigo pensar em como ele faz aquela voz incrivelmente gritante e do demonio, porque é o que pareçe: a voz do demonio, e talvez ele seja mas só em termos vocais. Mas enfim, o cara é perfeito, tanto para o Slipknot quanto para o Stone Sour, pois Corey combina o gutural com a voz melódica do Stone Sour, o que acaba se encaixando perfeitamente nessas duas bandas (Slipknot & Stone Sour). Quanto à parte do baixo no Slip foi uma parte muito bem complementada pelo Paul, uma parte que hoje em dia não existe mais devido ao seu falecimento, o que acabou deixando os maggots muito afiltos em relação ao futuro da banda, pois há boatos por ai de que o Slipknot iria acabar, porém também há versões de Joey, baterista da banda dizendo que a banda faria ao menos mais um álbum, versão que depois foi desmentida pelos próprios integrantes no twitter oficial da banda. Embora o som do baixo ficasse muito 'escondido' devido aos outros instrumentos, foi muito bem executado. Paul Gray, além de ótimo baixista teve um papel fundamental na banda: foi ele que fundou a banda, juntamente com Andrews (ex-vocalista do Slipknot), e também uniu os caras que posteriormente formariam o Slipknot.

Sid Wilson também faz um papel importante, pois 'preenche' e 'complementa' as músicas, dando a elas um tom mais moderno e eletrônico, tendo em vista que ele é o dj do Slipknot. Ele utiliza seu equipamento muito bem abordando as músicas de uma forma diferente, além disso é o mais insano nos shows, e já tem uma coleção de ferimentos e hematomas ganhos devido a essa sua 'insanidade'. Sid alega sofrer de Sindrome Organica do Cérebro, doença que faz com que seus portadores odeiem a todos sem motivo algum.

A percussão e backing vocals do Slip ficam responsáveis por Chris Fehn e Shawn Crahan. Chris é o backing vocal principal além de fazer percusssão muito bem. Ambos percussionistas e vocais de apoio fazem um um trabalho de qualidade, principalmente em apoiar Corey nas canções. Com certeza fazem a diferença na banda e dão um 'toque a mais' nas músicas. E por último Craig Jones que tem um papel relativamente pequeno na banda, e que infelizmente é muito pouco valorizado. Craig é o tecladista e sampler do Slipknot e tem como principal retirar áudios de filmes e aplicá-los de forma adequada as músicas. Além disso, Craig é o responsável por alguns equipamentos da banda, tais como pedaleiras dos guitarrisas (Mick e Jim), nos shows Jones apenas toca teclado, pois seu trabalho de sampler já foi gravado e aplicado à melodia das musicas.


Enfim, não só acho como tenho certeza de que o Slipknot é uma banda de muita qualidade, tanto vocal como instrumental o que acaba tornando as músicas tão boas.
A habilidade dos integrantes é tamanha, que a maioria não consegue compreender como algumas coisas são feitas nas músicas, como por exemplo os solos e as distorções na guitarra, resumidamente a habilidade é maior que a compreensão.

15 de nov de 2010

Teoria do vicío em Slipknot

Sempre me faço essa pergunta: "Porque Slipknot vicia tanto?". Porque eu gosto tanto de Slipknot? Bom, não sou só eu que curto Slipknot pra caraio, metado do mundo curte pq a banda é mt irada, mt loka... mas só isso não explica porque toda essa 'alucinação'. Sempre tentei encontrar uma resposta, clara e lógica pra essa grande questão e acho que finalmente encontrei.

As letras das músicas do Slip tem como foco raiva, ódio, agressão, escuridão, nilismo, desisteresse e psicose, o que podemos considerar temas bastante caóticos e controversos como a adolêscencia de muita gente. Então, nós, adolescentes enfrentamos problemas como os temas musicais do Slipknot.
Raiva, escuridão, psicose, são muito comuns na adolêscencia das pessoas e então elas procuram uma 'fuga' de tudo isso, e geralmente a 'fuga' dos jovens é a música, pois interpreta tudo o que eles sentem e enfrentam na vida. Então, 'fogem para a música' mas lógicamente vão procurar um tipo de música que retrate aquilo pelo qual estão passando, e então começam a ouvir Slipknot, pois o Slip apresenta tudo aquilo de que eles querem 'fugir'. Basicamente, os adolescentes começam a ouvir Slipknot porque 'fogem' dos problemas, e a música do Slip é o 'esconderijo' perfeito para essas pessoas perturbadas temporariamente, pelo menos é comigo assim.

Porém, depois de terem sido 'curadas' desses problemas normais na adolescência, as pessoas já estão tão viciadas em ouvir Slipknot que não conseguem mais parar mais, e ai acabam virando os chamados "Maggots".

14 de nov de 2010

Downloads de álbuns do Slipknot

Para facilitar a vida de vocês, caros leitores, resolvi postar aqui os sites para downloads de álbuns de musicas completos do Slipknot, e totalmente de graça. Os álbuns e as musicas são os seguintes:

Mate.Feed.Kill.Repeat - http://www.4shared.com/file/-eIx34Vm/Slipknot_-_1996_-_Mate_Feed_Ki.htm (Slipknot, Gently, Do Nothing/Bitchslap, Only One, Taterred & Torn, Confessions, Some Feel, Killers Are Quiet, Dogfish Rising).

Slipknot (Self-Title)http://www.4shared.com/file/HE_4QHNz/Slipknot_-_Slipknotuv_1999.htm  (742617000027, (Sic), Eyeless, Wait And Bleed, Surfacing, Spit It Out, Me Inside, Taterred & Torn, Liberate, Prosthetics, No Life, Diluted, Only One, Scissors, Eeyore).

Iowa - http://www.4shared.com/file/SaQvd8i_/Slipknot_-_Iowa_2001.htm (515, People=Shit, Disasterpiece, My Plague, Everything Ends, The Heretic Anthem, Gently, Left Behind, The Shape, I Am Hated, Skin Ticket, New Abortion, Metabolic).

Vol 3: The Subliminal Verses - http://www.4shared.com/file/SaQvd8i_/Slipknot_-_Iowa_2001.htm (Prelude 3.0, The Blister Exists, Three Nil, Duality, Opium Of The People, Circle, Welcome, Vermilion pt. 1 e 2, Pulse Of The Maggots, Before I Forget, The Nameless, The Virus Of Life, Danger Keep Away).

9.0 Live - http://www.4shared.com/file/YwxmOcLM/Slipknot_-_90__Live_CD_DUPLO.htm CD 1 - Todas as músicas desse álbum são ao vivo! (The Blister Exists, (Sic), Disasterpiece, Before I Forget, Left Behind, Liberate, Vermilion, Pulse Of The Maggots, Purity, Eyeless, Drum Solo, Eeyore). CD 2 - (Three Nil, The Nameless, Skin Ticket, Everything Ends, Iowa, The Heretic Anthem, Duality, Spit It Out, People=Shit, Get This, Wait And Bleed, Surfacing).

All Hope Is Gone - http://www.4shared.com/file/rEKDTDPA/Slipknot_-_All_Hope_Is_Gone_Sp.htm (Execute, Gematria - The Killing Name, Sulfur, Psychosocial, Dead Memories, Vendetta, Butcher's Hook, Gehenna, The Cold Black, Wherein Lies Continue, Snuff, All Hope Is Gone). Faixas bônus: Child Of Burning Time, Til We Die, Vermilion pt. 2. 

Novo album do Slipknot em 2012! \o/

Em uma entrevista ao "Metal Injection" um renomado programa americano de tv, Joey Jordison, baterista do Slipknot disse que o próximo álbum da banda deverá sair em 2012. O entrevistador questionou Joey dizendo: "E o que os fãs podem esperar do Slipknot?", e em seguida Jordison respondeu: "Nada, antes de um álbum que será lançado em 2012". Ou seja, o Slip não vai acabar, vai ter pelo menos mais um álbum confirmado e segundo boatos Corey seria o baixista e vocalista da banda nos próximos álbuns. Ao menos uma notícia boa após a morte do nosso eterno Paul Gray.

Abaixo, você pode conferir a entrevista concedida por Joey Jordison à "Metal Injection":

  

13 de nov de 2010

Joey Jordison no melhor solo de bateria do mundo.

Puta que pariu, esse solo de bateria que o Joey faz é muito foda. Particularmente nunca vi um solo tão incrível assim, e não falo isso só porque considero o Joey uma inspiração o melhor baterista pra mim, falo porque essa é a minha opinião. A velocidade, a técnica, a criatividade vista nesse solo não deixa nenhuma dúvida de que Joey Jordison é com certeza um Deus da Bateria. O cara nasceu para tocar bateria, ele é o melhor no que ele faz, e veio ao mundo para fazer história e marcar com seu par de baquetas e seus pedais. Eis alguns recordes de Joey:
já conseguiu 510 bmp (batidas por minuto) por 7 minutos e 14 segundos, foi considerado em 2005 o melhor baterista dos últimos 25 anos, já bateu o recorde de quebra de baquetas em uma única música. O recorde atual era de 7 pares de baquetas, mas Joey superou com folga. Jordison quebrou nada mais, nada menos do que 13 pares de baquetas na gravação da musica "People=Shit".
Após tudo isso, tenho certeza de que Joey ou 'Pequeno Notável' como também o conhecido por sua baixa estatura, é o melhor baterista do mundo.

Abaixo confira o solo mais irado, surreal, incrível, fodástico e espetacular do mundo:
                          
  

22 de out de 2010

Dead Memories - Melhor videoclipe do Slipknot

Melhor clipe do Slipknot, com certeza. Achei muito perfeito o video, a forma como ele mostra os integrantes da banda, sei lá... não tenho uma forma muito concreta de descrever porque eu achei esse clipe tão bom, tão 'esclarecedor' de certa forma. Além do clipe, acho a musica muito boa. O jeito que o Joey toca, a forma como o pedal duplo é aplicado na música, o solo que o Mick faz no meio da musica... enfim, tudo se completa em 'Dead Memories'. 

Acho que todos no Slipknot capricharam ao máximo quando produziram essa musica. Quesito 'video' e 'música' nota 10.

Confira abaixo o videoclipe oficial de "Dead Memories", a letra em inglês, e a tradução da musica:

http://letras.terra.com.br/slipknot/1311120/traducao.html (tradução e letra em inglês)


                            

19 de out de 2010

Joey Jordison, o melhor baterista do mundo!

Não pude deixar de postar isso aqui. Pelo amor de Deus, o Joey é muito foda na batera, e a maior prova disso foi a nomeação de melhor baterista dos 25 anos que ele recebeu. Joey superou grandes bateristas como Mike Portney (Dream Theater), Neil Peart (Rush) & Dave Grohl (Foo Fighters).

Joey ainda deu a seguinte declaração: "Isso está muito além do inacreditável. É esse tipo de coisa que me deixa inspirado para continuar tocando". 
Parabéns Joey, você mereçe!

Link da notícia: http://g1.globo.com/pop-arte/noticia/2010/08/para-ingleses-baterista-do-slipknot-e-o-melhor-do-mundo-em-25-anos.html

Declaração verdadeira de Corey Taylor.

Digo que a declaração do Corey é verdadeira, pois gosto muito de Slipknot, sou fã, sei tudo sobre a banda e até me considero um Maggot, mas poxa... apesar dessa minha alucinação pela banda eu não me corto, não me machuco, não me 'autoflagelo' como diz na reportagem. Não é só porque o som do Slip é agressivo, diferente, e original que eles estão "tentando" influenciar a nós, jovens a nos machucarmos. Considerem o trabalho da banda, pois o que eles tudo o que eles fazem é pra nós, que somos fãs.

Eterno Paul Gray!


   Pequena homenagem ao maior e mais marcante baixista que o mundo já viu: Paul Gray!
Após todos esses meses, o mundo ainda sente a sua falta Paul.

"A única forma de resumi-lo é o amor" (Corey Taylor)

17 de out de 2010

O valor do Slipknot na minha vida.

Na minha opinião Slipknot é muito foda, acho que é uma banda de personalidade muito forte e insana. É uma banda que foge do comum e do normal, pois usam máscaras muito loucas e fazem um gutural de muita qualidade. É uma banda incrível, que eu amo, mas nesse ano (2010) esse amor foi abalado com a morte do baixista Paul Gray. Me acordei de manhã, tomei café e ao mesmo tempo li o jornal, como todo bom cidadão faz no período da manhã... quando cheguei na parte dos obituários li que Paul Gray havia morrido. Não acreditei. Como pode uma lenda do baixo morrer tão jovem e tão de repente? Não chorei, mas fiquei abalado já que sou fã do Slipknot. Senti um vazio dentro de mim, e o mais estranho disso é que eu nunca imaginei que ia me sentir assim. Mas a partir daí percebi que o Slipknot não era apenas uma banda que eu curtia ouvir, era mais que isso: era uma parte de mim que eu não podia e nem conseguia mais abandonar, embora eu nunca tivesse tentado isso.

O som do Slip me faz explodir por dentro... tipo, os meus sentimentos mais fortes afloram. Raiva, tranquilidade, ódio, ira, fraqueza, pensatividade, e outros sentimentos vem à tona fazendo com que eu me sinta um ser melhor e mais puro.
Os caras da banda são uma inspiração pra mim, tipo o que eu faço, o que eu penso, o que eu crio é totalmente ou quase totalmente inspirados neles.

O Slip e os integrantes dessa banda alucinante marcaram a minha adolêscencia e a minha vida. Só tenho a agradecer a eles. Os solos de bateria do Joey, e os solos do Jim e do Mick são espetaculares e me dão forças pra ser aquilo que eu quero ser.

7 de ago de 2010

Iron Maiden

Da esquerda para a direita: Janick Gers, Steve Harris,
Bruce Dickinson, Adrian Smith, Nicko McBrain e
Dave Murray.
Iron Maiden é uma banda inglesa, de heavy metal fundada pelo baixista Steve Harris em 1975. Originária de Londres a banda ficou conhecida por suas musicas de qualidade, e o seu mascote Eddie. Eddie é um boneco de aproximadamente 3,50 metros, mas originalmente era uma grande máscara que ficava abaixo da bateria durante as apresentações e que soltava sangue falso (tinta vermelha) por tubos que saiam das narinas do mascote. Anos depois Eddie ganharia um corpo, se tornando o mascote atual da banda.


O Iron Maiden é formado por seis membros e são eles: Bruce Dickinson, vocalista da banda, Nicko McBrain, baterista, Dave Murray, guitarrista base e solo, Steve Harris, baixista e vocal de apoio, Adrian Smith, guitarrista base e vocal de apoio e Janick Gers, guitarrista solo.

Dickinson está presente na banda desde 1981, substituto de Paul Di'anno, ex vocalista do Iron. McBrain entrou para a banda em 1983, dois anos depois de Dickinson, substituindo Clive Burr, ex baterista que foi demitido por não conseguir acompanhar o ritmo da banda, sendo assim Nicko assume o controle das baquetas. Dave Murray entrou para o Iron Maiden em 1976, substituindo a dupla de guitarristas Dave Sullivan e Terry Rance. Steve Harris está presente na banda desde 1975, afinal de contas ele foi um dos fundadores do Iron, além disso Harris é o único integrante que permaneceu na banda sem sair, desde sua fundação. Com a saída de Dennis Stratton, Adrian Smith assume o posto de guitarrista solo e base do Iron Maiden em 1980, e mantem-se assim até hoje. Janick Gers foi a última mudança da banda. Gers está na banda desde 1990, e na época substituiu Adrian Smith, porém em 1995 Smith retornou para a banda e o Iron Maiden voltou a ter três guitarristas.

Com mais de três décadas de existência, quinze álbuns de estúdio, seis álbuns ao vivo, catorze vídeos e diversos compactos, o Iron Maiden é uma das mais importantes e bem sucedidas bandas de toda a história do heavy metal, tendo vendido milhões de álbuns registrados em todo o mundo. Seu trabalho influenciou diversas bandas de rock e metal. Eles são citados como influência por bandas como Hazy Hamlet, Anthrax, Angra, Metallica, Helloween, Death, Megadeth, Dream Theater , Blind Guardian e Mystery, entre muitos outros.

6 de ago de 2010

Biografando: Slipknot

Membros do Slipknot
Slipknot, uma banda de death metal e new metal fundada em Des Moines, Iowa no período de 1995 por Shawn Crahan, Paul Decrick Gray e Anders Colsefini, ex vocalista da banda. Cada membro do Slipknot recebeu um número próprio, um tipo de identificação incomum criada pro Corey, o vocalista da banda. O grupo musical Slipknot tem como tradiçao trocar seus uniformes e suas máscaras a cada álbum lançado, fazendo seus fãs ficarem mais anciosos em relação ao lançamento de novos álbuns. O baterista Joey Jordison, famoso por sua personalidade forte e maluca, criou o termo "maggot" para referir-se aos fãs como vermes. Numa tradução grosseira os fãs da banda seriam vermes ou larvas alimentando-se da carniça chamada Slipknot, essa foi um declaração dada pelo próprio Joey, numa entrevista concedida a uma famosa rede de tv americana. Os atuais membros da banda são:


Corey Taylor - Vocalista (nº 8)
Joey Jordison - Baterista (nº 1)
Sid Wilson - Dj (nº 0)
James Root - Guitarrista base (nº 4)
Mick Thomson - Guitarrista solo (nº 7)
Chris Fehn - Percussionista e backing vocal (nº 3)
Shawn Crahan - Percussionista e backing vocal (nº 6)
Craig Jones - Sampler e tecladista (nº 5)

O Slipknot tem como principais influências bandas como Led Zeppelin, Black Sabbath, Slayer, Judas Priest, Korn, AC/DC, Kiss e Beastie Boys. A maioria das letras de musicas do Slipknot referem-se a escuridão, psicose, amor, raiva, desinteresse entre outros. A banda segue um tom musical muito agressivo e alarmante, além disso o Slipknot é conheçido por suas apresentações caóticas e energéticas, um ponto positivo da banda.

No dia 24 de Maio de 2010, o baixista Paul Decrick Gray foi encontrado morto em um quarto de hotel situado em Iowa, por volta das 11:00 (horário local). O músico estaria descansando após uma viagem à trabalho. No corpo e no quarto de hotel não foram encontradas evidências de crime, mas a polícia mais tarde, descobriu que Paul Gray havia sido morto por overdose de morfina.
Um dia depois da morte de Paul, os oito integrantes do Slipknot juntamente com Brenna, a esposa do músico e Tony Gray, o irmão do baixista se emocionaram bastante ao se pronunciarem pela 1ª vez após a morte do músico. Pelo mundo todo, houveram lembranças e considerações à Paul Gray e sua família.
Brenna deu a seguinte declaração: "Meu marido era uma pessoa maravilhosa e eu quero que ele seja lembrado por isso. E sua filha irá conhecê-lo pelo que ele foi". Em seguida Corey entre lágrimas pronunciou-se dizendo: "Perdemos nosso irmão e o mundo pareçe menor após isso. Ele tinha o maior coração que qualquer um já conheçeu. A única palavra que pode resumi-lo, é o amor".
Após a morte de Paul, os fãs "maggots" do Slipknot ficaram em dúvida se a banda encerraria suas atividades devido ao falecimento do baixista, no entanto semanas depois Joey Jordison, o baterista da banda pronunciou-se à Metal Injection dizendo que o Slipknot não acabaria, e que não seria chamado outro baixista, ao invés disso Corey Taylor será o baixista e vocalista a partir do próximo álbum da banda, com data prevista de lançamento para 2012.

Durante os 15 anos do Slipknot, a banda criou uma ampla discografia sendo ela 'Mate. Feed. Kill. Repeat' lançado em 1996, 'Crowz' lançado um ano depois, em meados de 1997, 'Slipknot' lançado em Janeiro de 1999, 'Iowa' em 2001, talvez o lançamento mais famoso do Slipknot, 'Vol 3: The Subliminal Verses' lançado em Agosto de 2004, 'Live 9.0' em 2005, apenas com musicas ao vivo, e o seu último lançamento 'All Hope Is Gone' em 2008. Após o lançamento de A.H.I.G (All Hope Is Gone abreviado) Slipknot bombou nas paradas e rádios americanas, fazendo seu número de fãs e admiradores aumentarem cada vez mais. Ao longo de sua carreira, o Slipknot vendeu mais de 10 milhões de cópias pelo mundo.

Em 2006, a canção 'Before I Forget' foi indicada ao Grammy e levou a vitória de Melhor Performance de Metal.