Maggots Motherfuckers ↓

Translate/Tradutor

Visualizações do blog:

30 de nov de 2011

Anders Colsefini: "Eu voltaria ao Slipknot"

Essa semana o blog Maggot's Soldiers Brasil entrevistou com o ex-vocalista do Slipknot e atual Painface, Anders Colsefni, onde ele fala um pouco sobre o novo álbum da Painface com o lançamento previsto para o ano que vem. Anders também foi perguntado se ele voltaria ao Slipknot se houvesse uma oportunidade, e ele respondeu "Certamente se houvesse uma oportunidade, eu iria!". Na entrevista ele também fala da formação atual da banda Painface e dos shows que estão previstos para a banda no inicio do ano que vem.

Veja a entrevista abaixo :

Maggots Soldiers: Olá Anders, primeiramente muito prazer, Everton Costa um dos donos do site Maggots Soldiers Brasil, como vai você?
Anders: Muito bem, obrigado!

Maggots Soldiers: Como surgiu a ideia de criar a Painface?
Anders: Originalmente, a bastante tempo atrás quando eu estava tocando com Body Pit, alguém me disse que parecia que meu rosto estava doendo muito enquanto eu estava cantando. Assim, o nome Painface se desenvolveu a partir daí. A Painface foi uma banda que eu entrei, mas não foi nomeada oficialmente ainda, e os membros mudaram várias vezes antes de qualquer música ser gravada e lançada.

Maggots Soldiers: Se você tivesse mais uma chance, se juntaria ao Slipknot novamente?
Anders: Certamente se houvesse uma oportunidade, eu iria!

Maggots Soldiers: Como você reagiu a morte de Paul Gray?
Anders: Fiquei muito triste.
 
Maggots Soldiers: Sabemos que a Painface está preparando um novo álbum, poderia nos contar um pouco do que é esperado para este álbum?
Anders: Muito raivoso, canções rancorosas com ritmos cativantes e todas as variedades de vocais. Eu estou tão feliz com o nível de talento que os outros caras da banda tem, que cada música vai ficar incrivelmente pavorosa. Tony e Dave são guitarristas incríveis, e Mike é um baterista natural. Ele trabalha sua bunda larga (risos). Este álbum vai surpreender as pessoas. Esperamos ter o álbum pronto para o lançamento antes ou durante a primavera de 2012.

Maggots Soldiers: Alguma apresentação ao vivo em mente ?
Anders: Sim, vamos fazer nosso primeiro show ao vivo na sexta - feira, 27 de janeiro do ano que vêm no Mews Vaudville, aqui em Des Moines.
Maggots Soldiers: Os membros da Painface são os mesmos que anteriormente?
Anders: Não, eu sou o único membro original da Painface. Tony estava na banda por alguns meses em 2000, mas as coisas não deram certo com todo mundo.
Maggots Soldiers: Gostaria de agradecer Anders, por nos dar esta breve entrevista. Nós admiramos muito o seu trabalho, continue assim, sendo um grande músico e artista, desejamos sorte e muito sucesso para você e sua banda, muito obrigado!
Anders: Muito obrigado, obrigado pelo seu interesse! Toda vez que você querer fazer uma entrevista ou alguma pergunta, me envie um e-mail. Às vezes pode demorar algum tempo para eu responder, por favor seja paciente comigo! Se cuide.
 
 
Embora a entrevista tenha sido breve e relativamente curta, achei muito boa, o Everton, o Maggot's Soldiers perguntou sobre aspectos importantes, envolvendo o Slipknot e o Painface, gostei disso... e confesso que o meu concorrente, o MS (Maggot's Soldiers) me surpreendeu com esta entrevista, só não sei de que maneira o pessoal do blog conseguiu entrar em contato com o Anders, mas mesmo assim, a entrevista ficou excelente, reconheço isso... só faltou um vídeo da entrevista ou uma foto pra registrar o momento, mas enfim, stay!

Filho do Clown: insano desde pequeno? [FOTOS]

Como já disse na postagem anterior, eu conferi e catei algumas fotos do Facebook do Clown, que foram publicadas pelo próprio #6 na semana passada. Como vocês puderam ver, anteriormente falei sobre o olhar perturbador e psicopático do Shawn em post contruído exclusivamente para isso, porém agora irei seguir a árvore genealógica do percussionista e backing vocal do Slipknot e passar para a sua próxima geração: seu filho!

Bom, no Facebook do Clown, encontrei algumas fotos de seu filho dando sinais de que a insanidade de seu pai, também corre em suas veias, mas vocês devem estar se perguntando porque estou dando tal declaração, como e porque segui esse pensamento, mas cheguei a esta conclusão após ver o filho de Shawn (que eu chuto ter entre 10 e 13 anos) vestindo uma capa preta com uma máscara ensanguentada do Pânico, usando a máscara do #6 do Self-Titled no estúdio com a  percussão e tudo, e por fim, usando uma luva de metal ou madeira (não sei ao certo) com algumas amarras de couro. E depois de tanto detalhes raciocinem comigo: que criança normal (e quando eu digo normal digo uma criança sem uma gota de insanidade nas veias) de 10 anos de idade, veste esse tipo de coisa, com as máscaras e tudo? Que tipo de criança demonstra estes sinais de forma tão precoce? NENHUMA! E VOCÊS SABEM PORQUE?! PORQUE NENHUMA DESSAS CRIANÇAS É FILHO DO CLOWN, E TAMBÉM NENHUMA DESSAS CRIANÇAS CARREGA NO SANGUE A MAIS PURA DAS INSANIDADES COMO A DO SHAWN, ENTENDEM?!

Outra coisa interessante que percebi enquanto via as fotos do filho do Clown, é que ele apoia o filho em suas atitudes, como vestir as máscaras e tal, na foto da percussão ele (Clown) até colocou como legenda "Practing for the future" ou seja, "Praticando para o futuro", acho bacana a atitude do #6 de apoiar seu filho desde cedo, mesmo com atitudes tão radicais pra idade dele como colocar a máscara ensanguentada do Pânico, pois do meu ponto de vista, muitos pais não aprovariam tais atitudes, talvez até cantigando seus próprios filhos por fazerem apenas o que gostam ou o que querem fazer, já Shawn foge desse padrão, ele dá liberdade a seu futuro herdeiro, ele dá escolhas e não obrigações e além de aprovar, ele apoia seu progênito, muito bacana essa atitude do Clown.

Agora, só para finalizar e esclareçer, neste tópico o meu único objetivo é expor o lado insado do filho do #6 e não ridicularizá-lo de nenhuma maneira, não me interpretem mal. Estou apenas fazendo uma comparação entre pai e filho, assemelhando suas qualidades, suas vestimentas e suas atitudes, pois tenho certeza de que haverão pessoas que irão confundir as coisas e me acusar de estar ridicularizando o filho do Shawn, então só para deixar bem claro, este post é apenas uma brincadeira... não estou tornando nada nem ninguém ridículo, muito pelo contrário. De certa forma é até um elogio ao filho de Clown por ser filho de quem ele é, de ter o pai e a insanidade que ele tem, agora é só questão de tempo até desenvolver e ser um Clownzinho.

Mas enfim, espero que esse garoto seja tão foda quanto o pai dele, então agora só para matar-lhes a curiosidade, confiram as fotos insanas do filho do #6, e qualquer coisa comentem, stay:

 

Clown e seu olhar psicopata

Maggotinhos, recentemente vocês devem ter percebido, assim como eu, que o #6 do Slipknot, Shawn Crahan publicou em seu Facebook 171 fotos, então resolvi dar uma olhada nessas imagens e encontrei duas delas, onde o Clown estava com uma cara perfeita de um psicopata. É o tipo de foto onde o olhar e a expressão facial fechada dizem tudo, e de certa forma até perturbam as mentes mais fracas. Talvez criar uma postagem exclusivamente sobre isso não faça muito sentido para alguns, mas achei interessante expor e dar a minha versão desse lado mais doente do percussionista do Slipknot, em breve mais posts sobre algumas fotos do Face do Shawn, enquanto isso confiram as imagens abaixo e enfrentem o mais perturbador dos olhares.
Eu advirto, são imagens fortes:

29 de nov de 2011

O QUE ACONTEÇEU COM O GOSTO MUSICAL DAS PESSOAS?!

Caralho meu, eu me pergunto como a Humanidade se fudeu tanto! Puta merda, funk, pagode, sertanejo, que merdas são essas? COMO AS PESSOAS PODEM GOSTAR DE MERDA!? Vou explicar o porque essa minha revolta, bom, no último sábado, estava eu vendo o programa Altas Horas, na Globo e entre os convidados especiais estava Michel Teló. Só de ouvir esse nome fiquei descontente, sabia que ia dar merda naquilo, mas continuei olhando... até que o diabo do apresentador pediu que o Michel Cocô cantasse uma música, naquele momento senti que o pior estava por vir. Mas porra do caralho, quando aquela bicha começou a cantar "nossa, nossa, assim você me mata. ai se eu te pego, ai ai se eu te pego" e a platéia começou a cantar e bater palma junto, deu vontade de rir, de tão ridículo que aquilo foi, e lógico que inevitavelmente eu disse: 'Pega no meu pau'.

Mas voltando ao tema do post, conforme fui vendo a reação das pessoas com o Michel Cocô fiquei abismado, e isso me levou a pensar em como as pessoas podem gostar de uma coisa tão sem graça, tão gay. Porra, eu sinceramente acho que o Brasil e que talvez o mundo tenha esquecido o que é música, qual o significado dessa palavra, que a música é baseada em cultura, em sentimento e não num cara que se acha bonitão e que faz música apenas pra ganhar dinheiro e fama. Antigamente, os caras montavam as bandas pra se divertir, pra se expressar através de suas canções, de expor suas idéias pro mundo, como os caras do Metallica e Slipknot, por exemplo... mas pelo que percebo hoje em dia, isso não ocorre mais, o que eu vejo hoje em dia são um bando de imbecis que "fazem música" apenas pela fama e pelo dinheiro, e não pela alma do negócio, como deveria ser. Isso é um absurdo, não entendo como as pessoas chegaram a tal ponto... mas por enquanto estamos falando do chamado 'sertanejo universitário', porém a coisa piora ainda mais com uma coisa repugnante chamada funk.

Putaria e maconha, é nisso que essa merda denominada de funk se baseia. E ainda tem gente por aí que ousa dizer que essa porra é música, como são imbecis... além disso gastam um precioso tempo de suas vidas ouvindo esse lixo, mas isso é problemas deles, enquanto eles tão com o funk, eu tô com o Slipknot (H)!

Agora a pouco, eu estava na rua com alguns amigos meus, e um deles colocou uma música da qual não consigo descrever de tão baixo que era o nível das palavras, tudo que eu conseguia entender era uma vadia com fogo na buceta dizendo: "tô na cama, com a xota molhada, vem aqui negão gostoso, mete com violência na bucetinha... no ritmo da estaladinha" era algo assim, não consegui ouvir isso de tão desconfortável que era, então agora é que eu pergunto: isso é música? Essa merda, que só faz apologia ao sexo e às drogas é mesmo música? Quem diz que sim, que essa porra é música, só pode estar completamente bêbado ou muito chapado, com certeza. Com essas míseras palavras que ouvi nos cerca de 10 segundos de música, fico agradecido a Deus que sou do rock e do metal. Encham a boca pra dizer que nós rockeiros e Maggots curtimos bandas estranhas, que usam máscaras e macacões, que cantam com a voz do demônio, que não dá pra entender nada porque é pura gritaria, que o rock faz apologia ao Diabo e tudo mais, mas se for mesmo do Satã (coisa que duvido muito), essa foi a melhor coisa que ele inventou e que graças a Deus agradou aos meus ouvidos, porque francamente, eu me pergunto como um ser humano pode curtir funk e pagode ou ambos, é incompreensível isso. Curto rock e metal sim, adoro a voz do demônio, amo Slipknot... e digam o quiserem (para os funkeiros que lerem isso), e não me levem a mal, mas a nossa música é e será eternamente milhares de vezes melhor que a de vocês.

Agora, só para mostrar mais um pouco do fundo do poço, o maldito pagode. Caralho, nas raras vezes em que ouço pagode na rua ou em qualquer outro lugar, com aquela "música", só consigo pensar em um gordo de 110 quilos, deitado no sofá, tomando cerveja e vendo televisão ou então aqueles vagabundos pinguços que vão pro buteco da esquina e passam o dia bebendo Skol, vendo jogo de futebol, jogando sinuca e fumando aqueles cigarros bem vagabundos, são apenas essas as imagens que me vêem a cabeça, mas porque será? Se você se olhar no espelho, vai ver unicamente o que você é... quando ouço pagode eu imagino merda porque? Não porque eu não tenho cérebro, muito pelo contrário... eu imagino merda, porque tenho cérebro suficiente pra saber que pagode é uma merda, e distinguir música boa de música ruim, nesse caso o pagode ficando como música ruim, perdendo apenas pro funk que é literalmente o fundo do poço.

Enfim, isto é o que eu penso sobre as atuais merdas músicais do Brasil, qualquer coisa a concordar ou discordar comentem, e já aviso que quem defender essas bostas, vou mandar pra puta que pariu, não tem nem o que discutir depois de ter lido tudo o que eu escrevi aqui, acho que era isso, e continuem no metal!

Slipknot: minhas expectativas sobre novo álbum/novas músicas

Recentemente, em um post do qual não me lembro, a Laurinha, uma comentarista do blog, me questionou sobre o que eu esperava das novas músicas do Slipknot, que expectativas eu tinha sobre o futuro novo álbum da banda, esse tipo de coisa e respondi a ela que faria uma postagem sobre isso, e é exatamente isso que farei agora, exporei (essa palavra existe?) minhas idéias e perspectivas sobre o novo single do Slip, que está previsto para ser lançado ano que vem, em 2012. (estamos ansiosos por isso)

A alguns meses atrás, eu divulguei aqui a suposta capa do Slipknot que me pareçeu bem autêntica, na qual havia um nonagrama ou pentagrama (não tenho certeza) cinza, com o nome de "Vol: 5" no canto direito e esse detalhe é só para constar. Bom, acho que o Slipknot tem tudo pra se superar e fazer um álbum fora do comum, com todo potencial necessário para ser o melhor da história, totalmente evoluído, com músicas mais agressivas, mais pesadas e caóticas, tornando esse novo single uma espécie de Iowa evoluído e melhorado, porém também mais melódicas e emotivas, já que os caras da banda já disseram que o próximo álbum da banda vai ser totalmente baseado e dedicado ao Paul, então do meu ponto de vista, vejo que da morte do #2 eles podem extrair canções mais melódicas e bem mais sentimentais do que dos álbuns anteriores, e lógicamente que também poderiam expor o lado da tristeza que sentiram com a perda do baixista, e converter isso em agressividade, expondo a raiva e o ódio que eles sentiram naquele período tão dificil, e é por isso que eu digo que agora eles podem se superar.

Não desvalorizando a morte do Paul, mas o falecimento do baixista do Slip pode e provavelmente será o combustível, a parte que faltava pro Slipknot fazer um álbum fora do comum, cheio de loucuras e banho com a mais pura das insanidades! É isso o que eu espero, porque particularmente falando, eu tenho preferência pelas músicas agressivas do Knot, em relação às músicas melódicas, eu prefiro o lado caótico do Slip e por isso, eu espero que eles desenvolvam mais o lado insano deles, que sejam mais diabólicos nas músicas, que fodam tudo mesmo, essa é a minha principal expectativa pro próximo single do Slipknot, mas é lógico que também tem que haver algumas músicas mais tranquilas e melódicas, pois também aprecio essa mistura de ritmos, faz o som da banda ser mais interessante e atrativo, eu acho.

Enfim, acho que isss era tudo o que eu tinha para falar... qualquer aspecto que eu tenha deixado pra trás, eu complemento quando lembrar-me, mas por enquanto comentem, digam o que há para ser dito, stay!

23 de nov de 2011

Corey confirma: "Haverá outro álbum do Slipknot"

É com orgulho, que novamente trago-lhes novas e boas notícias sobre o novo álbum do Slipknot, com lançamento previsto para 2012: ele está confirmado! Tal confirmação foi dada por Corey, que a tempos vinha deixando dúvidas sobre o futuro do Slip, e se haveria mesmo um novo álbum.

Durante uma parada em sua turnê solo, o próprio Corey Taylor revelou primeiro que Slipknot está planejando uma turnê pelos EUA no próximo verão, e que após essa sequência de shows em solo americano, o Knot finalmente entraria em estúdio para gravação do tão esperado novo álbum! caros Maggots, me pareçe que dessa vez a coisa vai pra frente, e sinceramente, essa notícia me encheu de expectativas sobre como serão as novas máscaras, as novas músicas e de como será ouvi-las, vai ser demais! Agora só nos resta esperar e ver para crer, mas por enquanto fiquem com Corey falando e dando a confirmação de que será feito um novo álbum do Slipknot, no vídeo abaixo que infelizmente, está sem legenda:



Slipknot, uma das 10 "bandas" mais assustadoras de todos os tempos

Navegando pela internet, acabei encontrando algo digno de ser postado aqui sobre o Slipknot, onde o Slip ficou em 3º lugar entre as 10 "bandas" mais assustadoras de todos os tempos, segundo a Billboard. Sem dúvida é uma grande vitória pra banda e pra nós, Maggots já que estamos vendo que o visual do Knot está sendo valorizado de alguma forma, mas o que me deixou puto foi o fato da Lady Gaga ter ficado em 2º lugar, acima do Slipknot, coisa que foi uma tremenda merda! E quando eu digo "bandas" entre aspas é porque essa porra de Lady Caca ficou acima do Slip, vão se fuder! Os caras da Biiboard só podiam estar chapados quando decidiram colocar essa ridícula acima do Slip... tudo bem que o visual dela é extravagante e bizarro, mas não tem nada de assustador naquilo.

No topo da lista ficou Marilyn Manson, e ao longo dela surgiram nomes como Rob Zombie, Ozzy Osbourne, Alice Cooper, e alguns outros que foram dignos de estarem nesta lista, diferentemente da Lady Gaga, se bem que nos dias de hoje está mais pra Lady Cagada, isso sim.

Agora, só para terminar o post e lhes matar a saudade, a lista com os 10 artistas/ bandas mais assustadores de todos os tempos:

1. Marilyn Manson
2. Lady Gaga
3. Slipknot
4. Ozzy Osbourne
5. Alice Cooper
6. Rob Zombie
7. Tyler, The Creator
8. GWAR
9. Insane Clown Posse
0. Gene Simmons (baixista do Kiss)

Espero que tenham curtido o post, e como sempre, comentem caso surja alguma dúvida ou coisa a ser dita, stay!

18 de nov de 2011

Sid Wilson insano!

Dessa vez Sid Wilson, o dj do Slipknot ultrapassou os limites da sanidade e ficou totalmente insano. O vídeo dura apenas 12 segundos, onde o #0 com a cara pintada de preto, nos bastidores de algum show olha para a câmera com um olhar de loucura, e grita "I'm killing everybody" (Eu estou matando todo mundo) e em seguida, pega um frasco de vidro, que acho eu que é algum tipo de remédio e vira sobre a boca, deixando tudo derramar junto com sua saliva, fazendo uma meleca bem nojenta. Enfim... em vídeo curto, mas bem insano e sem sentido, mas que vale a pena ver, logo abaixo:


Corey Taylor e Sid Wilson discutindo

Agora a pouco, na comunidade brasileira do Slipknot no orkut, acabei encontrando um raro vídeo da época do Iowa, onde aparente e claramente Corey Taylor xinga Sid Wilson por trás do palco, durante um show que não sei onde ocorreu. Durante essa rápida discussão, só se dá pra ouvir "Fuck you! Fuck you! Fuck!", é impressionante a quantidade de palavrões que eles falam em tão pouco tempo, porém o real motivo desse pequeno desentendimento ainda é um mistério, mas especula-se que tenha relação com o fato de naquele dia o #0 ter perdido sua câmera e foi reclamar com o #8, ou talvez algo relacionado com o salto que Sid havia dado sobre os fãs, onde rasgaram seu macacão, e ele (Sid) foi comentar om Corey que já estava de saco cheio e acabou mandando o dj do Knot se fuder, literalmente.

Para quem assiste o vídeo e ouve o que eles dizem durante a discussão, existem várias maneiras de interpretar essa discussão e seu real motivo, pra mim foi que o Corey explodiu com o Sid, simplesmente isso, explodiu pelo comentário do Sid sobre a câmera, algo pequeno... pequeno mas que teve até o envolvimento de Paul, que passa rapidamente após a briga e diz "Fuck you!" para Corey, que fica puto da cara no canto, com sua humilde garra d' água. Agora, abaixo o video deste raro e estranho momento do Slipknot, assistam e tirem suas próprias conclusões, motherfuckers:

Stone Sour: Novo álbum a caminho

Caros Maggots, é com grande expectativa que informo que em breve, o Stone Sour, lançará mais um álbum, ainda sem nome e data de lançamento, mas que segundo Corey Taylor, será algo realmente empolgante. No dia 7 de Maio de 2011, Corey foi entrevistado no festival Carolina Rebellion, onde foi questionado sobre o futuro do SS, o vocalista respondeu: "Nós estamos preparando o novo álbum do Stone Sour. Eu já tenho 16 músicas escritas, esta será a primeira vez que lançaremos um álbum atrás do outro, é reallmente algo empolgante".

Com tal versão de Taylor, ficamos apreensivos e anciosos para uma previsão fixa de lançamento desse novo álbum, ou pelo menos algumas informações adicionais sobre o mesmo com o nome que ainda permaneçe um mistério, fotos da capa, nome das músicas, etc. Tudo isso somente para matar a nossa fome de notícias, estou faminto em relação a isso... tanto com o Stone Sour quando ao Slipknot. Enfim, agora é só aguardar este novo single do Stone e ficarmos ligados para qualquer nova informação, agora só para finalizar a postagem, o vídeo da entrevista do #8:

16 de nov de 2011

Será que alguém do Slipknot já leu/vai ler um post meu?

248 postagens, 406 seguidores, 95.000 visitas, adoração e admiração dos Maggots. Reconheço que atualmente, o meu blog é um dos melhores ainda em atividade sobre o Slipknot, Stone Sour e Murderdolls, percebo isso quando visito outros blogs com o mesmo tipo de conteúdo, mas todo esse meu esforço pra deixar o 'Domínio Maggot' tão no topo assim vai, algum dia valer a pena? Quer dizer, será que um cara do Slipknot já leu ou algum dia vai ler pelo menos um dos meus posts? Não precisam me lembrar de que as minhas postagens estão em português e que os caras são americanos, mas será que algum dia um deles já visitou ou visitará o meu blog? Porra, eu olho pra todas aquelas visitas e me pergunto se algum dia um membro do Slip já visitou ou irá visitar essa merda, à qual dou o meu sangue... me sacrifico pra deixar em ordem, pra manter o pique, responder os comentários, ter criatividade pra criar postagens de qualidade, seguir todo um padrão. Isso não é fácil, entendem? Mas no fundo, cada vez que eu posto alguma coisa, tenho uma pequena esperança de que algum dia um cara da banda mais foda do planeta, o Slipknot leia o que eu escrevo, mesmo que não entenda nada, mesmo que leia apenas uma palavra ou que visite por apenas 1 segundo. Tudo valeria a pena, seria muito muito muito muito bacana! O problema todo é que eu jamais saberia se isso teria mesmo acontecido (se é que já nãoa conteçeu), afinal só dá pra ver o número de visitas, e o país do qual fui visitado.

Talvez seja isso que me motive a continuar postando e lutando pra tornar este blog cada vez maior, abrangendo um número cada vez maior de pessoas, até que um dia um cara do Slipknot veja o meu blog e diga: "olha cara, bacana esse site! fala da nossa banda!", além é claro, do fato de expor e falar tudo o que tenho vontade de falar, tudo o que penso a respeito da banda, essa merda toda, e dividi-la com voocês. É uma espécie de troca de idéias, eu acho importante isso, um saber o que o outro pensa... é um tipo de reciclagem musical, pois você adquire cultura ao saber o que o outro acha de tal coisa (desde que seja algo decente) e ao mesmo tempo, tem a chance de dizer o que você pensa. A internet ajuda muito nesse ponto.

Mas enfim, continuarei com o blog até onde eu puder, até o último momento possível, procurando sempre atingir a perfeição, e talvez que algum dia seja reconhecido pelo Slipknot em pessoa. Vai que um dia, num show do Slip ou numa entrevista, um dos caras pelo menos cite o nome do meu blog, seria foda demais! Era isso o que eu tinha pra dizer, qualquer coisa é só comentar :)

Slipknot: como vocês conheceram?

Com quase 1 ano e meio de 'Domínio Maggot', creio que ainda não fiz a postagem mais óbvia e talvez útil por aqui, e já que todos neste espaço somos fãs de Slip, tenho que perguntar: como vocês conheçeram o Slipknot? Quando e como tiveram o 1º contato com a banda? Sempre quis saber isso, da parte de vocês... e por enquanto, acharia interessante dividir com vocês como conheci o lendário Knot.

Meu 1º contato com a banda foi através de um amigo da minha mãe, que colocou no celular dela Duality, que foi a 1ª música do Slip que eu ouvi... fui ouvindo, fui gostando, gostando e gostando cada vez mais, até que resolvi conheçer mais o Knot e suas músicas, então fui baixando novas músicas, fui me viciando e me identificando com o que eles retratavam nas músicas. A partir daí fui me apaixonando pelo gutural, pela bateria, pela guitarra, enfim... fui me apaixonando pelo rock, pelo metal e pela energia que ele proporciona a quem ouve. Gostei, fui me envolvendo mais com a banda, tanto que resolvi que ouvir as músicas não era o bastante, que eu precisava compartilhar as minhas tantas idéias sobre a banda, que eu resolvi criar o 'Domínio Maggot' e foi assim que eu conheçi o Slipknot.

Conheçi a cerca de 3 anos, e até hoje não larguei e nem pretendo. Seria completamente estúpido e ignorante abandonar o Slip, e nem consigo fazer isso... mas mesmo que conseguisse, não faria por nada no mundo. O Knot é bom demais, mas voltando ao tema do post, foi dessa forma que eu tomei conhecimento sobre o Slip, mas e vocês, como conheceram essa magnífica banda? A quanto tempo? Qual foi a 1ª música que ouviram? Come on, dividam isso com a gente, não sejam egoístas. A caixa de comentários fica logo abaixo, stay!

Corey Taylor no 'That Metal Show' [VIDEO]

A alguns meses atrás, Corey Taylor deu um bate-papo com o pessoal do 'That Metal Show', um programa americano que tem como base o rock e metal, e essa entrevista foi exibida no VH1 (canal onde passa o programa), dia 10/09/11 onde o #8 falou sobre sua presença de palco, o futuro do Slipknot e Stone Sour, sobre seu livro e deu alguns detalhes sobre fututos projetos de ambas as bandas. Foi bem bacana a conversa que o Corey teve com os caras do TMS (That Metal Show), pena que eu encontrei apenas o 1º vídeo, então essa entrevista ficou incompleta, mas mesmo assim, com esses poucos mais de 11m, ficou bem interessante de se ver.

Porém, como o vídeo é muito grande e demoraria horas para carregar, além de que trancaria muito mais o blog, postarei apenas o link, então fica a cargo de vocês, abrirem e verem o vídeo. Vejam e depois comentem, afinal o cara falou de coisas importantes, vale a pena prestar a atenção, então a seguir, o link:  http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=fedIJzBWscc

                                 Stay Corey!

15 de nov de 2011

Slipknot: possível volta ao Brasil em 2012?

Boas notícias, Maggots! Recentemente Shawn Crahan, o chamado 'Clown', percussionista e backing vocal do Slipknot, publicou uma nota em seu Facebook, onde deu alguma esperança, para nós fãs, sobre um possível retorno da banda ao Brasil ano que vem. Será que estas simples palavras do #6 se tornarão mesmo realidade? Agora é esperar pra ver, torçam os dedos! (Y)

E só para comprovar a autenticidade dessa informação, confiram logo abaixo, o print:

"Obrigado por tudo. Seria maravilhoso o Slipknot no Brasil em 2012!
Vamos ter que esperar e ver. Fiquem bem e tenham uma ótima semana. Clown"

CRISE DE INSANIDADE COM SURFACING!@

Caralho, preciso compartilhar isso com vocês Maggots! Hoje fui pra outro universo paralelo, onde senti a energia do Slipknot percorrer todo meu corpo, vou explicar melhor. Estava eu, pronto para tomar meu banho porque como sempre digo 'vou banhar-me para manter o chame' então lá ia eu, porém subitamente, senti uma vontade louca de ouvir Surfacing, eñtão levei o celular e o deixei em cima do boz, liguei o chuveiro, e começou a tocar a música, fui molhando meu cabelo... porém, quando Corey gritou na música "Fuck you all!" eu perdi o controle da situação. Sei que lendo assim pareçe exagero, mas começei a mexer a cabeça para cima e pra baixo, até a altura do joelho, enquanto a água do meu cabelo respingava na parede, e tudo isso acontecia comigo cantando a porra da música! Entrei completamente no clima, fui seguindo os riffs do Mick, a voz diabólica do Corey e a caixa do Joey, e durante tudo isso eu senti nítidamente como nunca antes a insanidade do Slipknot no meu corpo, era como se eu estivesse no palco, como se eu fosse da banda, foi demais! Nunca havia tido uma experiência tão intensa como essa.

Porém, quando achava eu que o melhor já havia passado, Surfacing ia para seus segundo finais, e foi aí que o capeta quase desçeu no meu couro... me escorei com as duas mãos na parede e fui descendo a cabeça por entre meus braços o mais rápido e baixo que conseguia, meus olhos ardiam na hora, minha cabeça estava vermelha devido ao sangue que estava nela, mas foi foda demais. Depois de tudo isso, continuei tomando meu banho como se nada tivesse acontecido. Tão repentinamente como começou, esse "troço" acabou, mas lógico que depois que saí do banho, estava com um calor dos infernos, à toa não foi.

Enfim, não sei se tem muito sentido postar isso aqui, mas achei interessante dividir essa minha experiência com vocês. Qualquer coisa comentem, e se por acaso, isso tiver acontecido com algum de vocês também, por favor, comentem! Mas não mintam, é sério. stay!

13 de nov de 2011

Novidades no blog!

Olá, caros Maggots, tudo bem? Durante essas duas semanas que passei fora, sem postar nada, idealizei algumas coisas novas que poderiam deixar o blog melhor, e que também incentivassem mais o leitor a comentar as postagens, tendo no final uma espécie de reconhecimento. Funcionaria da seguinte forma: os 10 Maggots, que mais comentarem dentro do período de 1 mês, seriam colocados num tipo de mural que irei contruir, tendo seu nome lá, classificado em um ranking, tendo assim uma valorização que seria recompensada por ter comentado bastante durante o mês. Peço por favor, que comentem coisas bacanas e interessantes, e que tenham a ver com a postagem, afinal a caixa de comentários não é chat. Portanto, comentários chulos, toscos ou sem sentido, não serão contabilizados para influenciarem na contagem de comentários de cada um. Qualquer pessoa que faça comentários decentes pode participar. A contagem de coments começa no dia 1º e termina no último dia de cada mês. Ao final do mês, os maiores comentaristas, terão seus nomes postos no mural, com o número oficial de comentários. Qualquer pessoa que coloque o nome de "Anônimo" não poderão participar, pois existem muitos anônimos por aqui, e ficaria muito confuso.

ATENÇÃO: A CONTAGEM DE COMENTÁRIOS COMEÇA DIA 1º DE DEZEMBRO!


Além dos comentáristas do mês, também pensei em fazer mais algumas enquetes sobre quais músicas vocês mais gostam do Slipknot, Stone Sour e Murderdolls, uma enquete para cada banda. Mas agora é que vem o momento mais esperado do post: estou pensando confeccionar camisas do blog, que depois de muita queimação de neurônios, decidi que ficariam melhor dessa maneira:

FRENTE DA CAMISA:




VERSO DA CAMISA:


As camisas ficariam por 25 reais, mais frete no entanto, ainda não tenho nenhuma forma de pagamento, nem de envio dessas roupas, qualquer idéia, por favor, comentem. Porém, preciso saber se existiriam Maggots interessados em adquirir tais camisas, se sim, por favor, comentem inicialmente apenas com estado e cidade onde mora e nome (não apelido), e posteriormente se a idéia decolar, aí eu faço outra postagem para pegar os dados de vocês para enviar as camisas, ok? Para começar, dependendo do número de interessados, eu encomendaria 100 camisas, se essas 100 fossem vendidas, eu iria encomendando mais, e em número maior, mas tudo isso depende do interesse de vocês e do surgimento de alguma idéia de pagamento para quem mora longe, senão eu iria à falência.

Mas enfim, acho que é isso. Qualquer dúvida, pergunta, sugestão ou alguma idéia a mais, por favor, comentem... agora preciso saber da opinião de vocês, mais do que nunca. stay motherfuckers!

12 de nov de 2011

Stone Sour: porque tão poucos álbuns?

Conforme fui conheçendo a história de vida do Stone Sour percebi que a banda tem apenas 3 álbuns lançados: Stone Sour em 2002, Come What(ever) May em 2006 e Audio Secrecy, em 2010. Lendo isso vocês diriam a si mesmos "Ah, vai ver o Stone Sour tem pouco tempo de carreira", mas é aí que vocês se enganam, pois a banda foi criada por Jim e Corey no ano de 1992, mas se a banda já tem 19 anos de estrada, porque tão poucos álbuns? Algumas das possíveis respostas seriam falta de recursos ou patrocínio para a gravação desses álbuns, talvez algum desentendimento interno tenha impedido o lançamento desses álbuns, ou numa hipótese menos provável, talvez os caras do Stone Sour visse naquela época a banda apenas como uma brincadeira, um hooby. Não sei, realmente não sei... mas qualquer coisa que vocês encontrarem sobre isso, por favor, postem nos comentários, seria interessante.

O 1º álbum do Stone Sour, o Stone Sour foi lançado em 27 de Agosto de 2002 e foi composto por Get Inside, Orchids, Cold Reader, Botter, Choose, Monolith, Inhale, Blue Study, Take a Number, Idle Hands, Tumult e Omega. Como faixa bônus ficaram Rules Of Evidence, The Wicked, Inside The Cynic, Kill Everybody e Road Hogs. Já o 2º álbum do SS, Come What(ever) May foi lançado no dia 31 de Julho de 2006, e tinha como base 30/30-150, Come What(ever) May, Hell & Consequences, Sillyword, Made Of Scars, Reborn, Your God, Through The Glass, Socio, 1st Person, Cardiff e Zzyzx Rd. Neste 2º álbum, a faixa bônus ficou por conta de Suffer, Fruitcake, The Day I let Go, Freeze Dry Seal, e The Frozen. E o 3º e último álbum por enquanto lançado, Audio Secrecy, teve seu lançamento oficializado em diferentes datas em diversas partes do mundo, uma coisa meio confusa. Audio Secrecy, Mission Statement, Digital, Say You'll Haunt Me, Dying, Let's Be Honest, Unfinishied, hesitate, Nylon 6/6, Miracles, Pieces, The Bitter End, Imperfect, Threadbare, Hate Not Gone, Anna e Home Again, foram as canções que fizeram parte do single.

A banda tem um bom número de músicas, embora tenham lançado apenas 3 álbuns em longos 19 anos de carreira... talvez futuramente lançem mais alguns, o jeito é esperar. Mas mesmo assim, o Stone Sour é foda pra caralho! Os caras da banda transmitem uma energia incrível, é sempre um prazer ouvir as músicas do SS, que são melódicas e ao mesmo tempo agressivas, algumas vezes até na mesma música. Isso é absolutamente incrível. Qualidade, emoção, sentimento, categoria, compreensão, personalidade. É isso o que eu busco. Esse é o Stone Sour.

Como de costume, qualquer coisa a dizerem, é só comentar abaixo, stay!

Oompa Loompa, isso é música?

Quando escutei "Oompa Loompa" pela 1ª vez, eram por volta das 3h da madrugada, na cama, mas porra... quando ouvi aqueles gritos no começo "Oompa! Loompa! Oompa! Loompa!" dei um pulo na cama, e pensei: "mas que merda é essa"? Sei lá, algumas perguntas ficaram vagas, como por exemplo, se isso seria mesmo uma música, se é uma espécie de homenagem aos Umpa Lumpas do Willy Wonka da fantástica Fábrica de Chocolate (KKKKKK), se foi uma brincadeira dos caras da banda ou algo assim.

Mas seja lá o que for, eu curti... e curti justamente por ser uma "música" totalmente sem sentido, com um nome totalmente tosco, com apenas 40 segundos de duração, mas mesmo assim, sendo uma merda total, os caras da banda ainda acharam tempo e espaço pra colocar uma guitarra, um baixo e uma batera no meio, foi genial. Quem ouve sem conheçer, pensa que é uma banda de desocupados e talvez seja mesmo, mas isso não importa, o que prevaleçe sobre "Oompa Loompa" é a demonstração de que o Murderdolls tem muita criatividade, mesmo que sejam apenas 40 segundos. O que vale é a intenção, pelo menos a criação dessa música não foi à toa. Eu curti. Alguém mais?

Comentem, "Oompa Loompa" mereçe.

Murderdolls - Let's Fuck

Caralho, apenas 1:25 de duração, mas que música!  Aqueles estrondosos gemidos pornográficos no início, durante e no fim da música, a mãe dupla do Racci Shay (baterista), a base grave do Joey e aquela voz meio escandalosa do Wednesday com seus gritos, tudo isso ficou perfeito pra essa música. Não poderia ter ficado melhor, não mesmo.

É uma música extremamente viciante, foi uma das primeiras que ouvi do Murderdolls e em apenas alguns dias, ouvi a música mais de 50 vezes. Agora, falando diretamente sobre o papel de guitarrista do Joey nessa música, admito que fiquei impressionado, ele soube interpretar e fazer a base direitinho, ficou super bacana. O refrão "Let's Fuck! Let's Fuck! Fuck! Fuck!" me fez pirar e ainda faz, é uma coisa que meio que penetra na mente e faz a gente ouvir, ouvir e ouvir repetidas vezes. Com certeza é uma das melhores músicas do Murderdolls, pena que foi muito curtinha, queria ver mais ação. Porém, quando ouço os gemidos daquelas mulheres me pergunto de quem foi a idéia de colocar isso na música, jogo meu pescoço que foi o Joey que teve essa idéia, afinal um dos hobbys favoritos dele é fazer sexo, não que tenha algo a ver. Enfim, interpretem como quiserem.

Opinando: Stone Sour - Idle Hands

Como já havia dito, estou finalizando a minha familiarização com as músicas do Stone Sour, mas falando um pouco mais pelo lado agressivo da banda, é impossível não citar Idle Hands. A base grave na guitarra, o gutural de Corey em alguns momentos, o pedal duplo, tudo isso faz dessa música, ao meu ver, uma das mais bacanas e "brabas" do Stone Sour. O que me chama a atenção nessa canção é o fato da relação entre guitarra, bateria e vocal conseguir criar e manter o ouvinte em uma espécie de agitação, como aconteçe por exemplo, fico agitado, mexo a cabeça, bato o pé, sabem? É estranho o poder que uma simples música consegue exercer sobre nossos corpos. Apenas música.

A agressividade dessa música, na minha opinião fica evidente em dois pontos: quando Corey grita "I feel you glaring, why won't you stop staring?" (Sinto você me encarando, porque não para de olhar?) e depois, nas suas últimas palavras quando ele berra com toda intensidade "Get the fuck off me!" (Me deixe em paz porra). Esses dois berros complementares do Corey com certeza influenciaram e mudaram a imagem da música, em termos de agressividade. Ficou interessante e ao mesmo tempo ótimo, a criatividade no #8 foi admirável em ambos os momentos de 'exaltação' de insanidade.

Já sabem, qualquer coisa comentem, obrigado por lerem o post.

Let Be Honest, (Stone Sour) boa demais!

Olá Maggots, depois de mais de 2 semanas, finalmente consegui um bom tempo para fazer alguns posts e me desculpar com vocês pela minha terrível ausência, mas deixando de lado essa mesmice, vamos ao que interessa: o post, sobre uma das músicas do Stone Sour.

Na última semana, eu tenho basicamente ouvido SS para me familiarizar com a banda e suas músicas, e francamente, achei Let Be Honest muito boa, o refrão é ótimo, a base da guitarra é foda pra caralho, principalmente depois do 1:30 quando ambos os guitarristas revezam na guitarra, com bases em tons diferentes mas bem agudos, achei foda pra caralho. Só pra vocês terem uma idéia, em questão de 7 dias, já ouvi Let Be Honest 31 vezes, curti pra cassete a música. É lógico que também curti as outras canções, mas isto é assunto pra outros posts.

A energia que essa música emana é uma coisa fantástica, principalmente no refrão, caralho me dá uma sensação de liberdade e superação de algo, não sei porque... é um sentimento incrível, mas também vale lembrar que o gutural aos 1:57 dá um toque a mais, para quebrar um pouco a voz melódica do Corey e dar uma imagem mais agressiva á música. Adoro isso nas canções que ouço, com certeza faz a diferença.